Weby shortcut 1a5a9004da81162f034eff2fc7a06c396dfddb022021fd13958735cc25a4882f

Martin Heidegger - Vida e Obra

Atualizado em 26/11/14 16:03.

Martin Heidegger

Dados bio-bibliográficos de Martin Heidegger

Heideggerfotos

 MARTIN HEIDEGGER [1889-1976]

“Nós homens de hoje, estamos no coração da luta pela nova realidade. Somos apenas uma transição, uma oferenda. Enquanto participantes desse combate temos que poder contar com uma geração forte que não pense mais em si mesma, que se una ao fundamento do povo. Não é uma luta por pessoas e colegas, nem por  coisas externas e vazias,  ou vagas disposições. Toda verdadeira luta contém em si mesma as feições permanentes do rosto dos combatentes e de sua obra. Só a  luta desenvolve as verdadeiras leis  segundo as quais se realizam  as coisas. E a luta que queremos é a luta coração a coração, homem a homem." (Martin Heidegger)

Cronologia:

  • ü  1889  -  Nasceu na pequena cidade católica  de Messkirch na Alemanha. Seu pai era sacristão e sua mãe era amiga da mãe do jovem Conrad Grober, que viria a se tornar arcebispo de Friburgo.
  • ü  1903 a 1906 - Heidegger estudou em Constança depois em  Friburgo até 1909, onde se tornou um excelente aluno de grego, latim e francês, interessando-se pela leitura de Brentano e dos filósofos gregos.
  • ü  1909 - Ingressou na Universidade de Friburgo e iniciou o curso de teologia. Continuou seus estudos sobre Aristóteles, e iniciou as primeiras leituras de Husserl, que o levariam ao método fenomenológico. Interessou-se também pela filosofia de Maurice Blondel, pelo pensamento de Kierkegaard, aprofundou seus conhecimentos da Escolástica e dos místicos medievais [Mestre Ekhart].
  • ü  15 de agosto de 1910 -  discurso  em homenagem ao monge agostiniano  Abrão de Santa Clara. Para muitos, prova da adesão de Heidegger a ideais anti-semitas e da cumplicidade de sua obra com o mal extremo.
  • ü  Após quatro semestres na Faculdade de Teologia de Freiburgo (1909-1911), abandona os estudos teológicos para se dedicar inteiramente a Filosofia.
  • ü  A partir de 1911, influenciado pelo filósofo Heinrich Rickert , Heidegger estudou as obras de Hegel, Schelling, Kierkegaard e Nietzsche, Kant, Dostoievsky, Rilke, Trakl, e começou a redigir textos que resultariam em obras posteriores.
  • ü  1913 à Seminário de H. Rickert, neo-kantianoà  descobre os escritos de outro neo-kantiano, Emil Lask à aumenta apreço pelo pensamento grego e a curiosidade pela fenomenologia husserliana.Interesse crescente na obra de W. Dilthey, Schelling e Hegel.
  • ü  Grandes descobertas dos anos que vão de 1910 a 1914: Kant, Nietzsche, Dostoievski, Hilke e outros.
  • ü  1914 - Tese de doutorado em Filosofia – Publica um pequeno texto intitulado - A Doutrina do juízo no Psicologismo – contribuição crítico-positiva à Lógica - nítida influência das Investigações lógicas de Husserl e refutação do Psicologismo que reduz a Lógica ao psíquico
  •  Após a conclusão do curso de filosofia à fato irá marcar a existência e  o pensamento de Heidegger - o encontro com  Edmund Husserl.
  •  Outono de 1915 -  Chegada de Husserl. Em plena 1a Guerra Mundial, Friburgo torna-se a capital mundial da  Fenomenologia. O recém chegado terá como assistente um jovem chamado Martin Heidegger.
  • Heidegger e Husserl trabalharam juntos durante 15 à um abismo teórico inviabilizou até mesmo amizade pessoal.
  • Mas houve um dia qualquer em 1924, que Husserl teria declarado na presença de Gadamer “A Fenomenologia sou eu e Heidegger”.
  • 1915 - habilitação para o magistério na Universidade de Freiburgo, com uma aula sobre Conceito de tempo nas ciências históricas. Publicou A doutrina  das categorias e da significação em Duns Scoto”(1915) – 1ª tentativa de restaurar metafísica - Neo-kantismo e Fenomenologia.
  • Setembro de 1915 - O jovem professor Heidegger anuncia o nome de seu primeiro curso: Parmênides.
  • De 1915-1923 - assistente na Universidade de Friburgo à influência à fenomenologia husserliana.
  • De 1923-1928 à docência na Universidade de Marburgo à influência à Fenomenologia e Neo-kantismo (Escola de Marburgo) - Preparação - Ser e Tempo [1927].
  • üEm 1927 à  publica  Ser e Tempo [Sein und Zeit],  transforma-se num dos principais representantes da filosofia contemporânea.  A analítica existencial à Ponto de partida para uma ontologia fundamental à tarefas impostas pela re-colocação do sentido e da verdade do Ser nos limites do tempo.
  • Em 1928 à retorna à Universidade de Freiburgo para ocupar o lugar do antigo mestre Husserl.
  • Em 1929, publica:  Was ist Metaphysik? Kant und das Problem Metaphysik e  Die Wesen des Grunds].

 

üDe 1928-1944: Sucede à Husserl em Friburgo. Cursos sobre Nietzsche.

 

üEm 1933 à Ascensão de Adolf Hitler ao cargo de chanceler da Alemanha à Martin   Heidegger - reitorado da Universidade de Freiburgo.
üEm 1933 à Discurso de Reitorado - A auto-afirmação da Universidade Alemã à esperança -revolução nacional-socialista -transvalorar toda existência germânica impedindo que a Alemanha fosse vítima  da uniformidade idiotizante imposta pela técnica - Estados Unidos e Rússia estalinista.
üNa obra Introdução à metafísica [1935] Heidegger já denunciava Rússia = USA à fúria da técnica em planificar e organizar toda praxis humana pelo planeta.
üA revolução nacional-socialista seria uma 3ª via entre o americanismo e o comunismo.
üHeidegger -final da década de 30 à reconhece que o nazismo não era uma 3ª via entre o americanismo e o comunismo à mais brutal e bárbara manifestação do domínio da técnica àgenocídio de pessoas por motivos racistas.

 

üEm 1936 -   publica  Hölderlin e a Essência da Poesia.

 

üEm 1943 -   Sobre a Essência da Verdade. 

 

üDe 1945-1951: Obrigado a entrar de férias por tempo indeterminado. Publicou:  A Doutrina de Platão sobre a verdade [1947]; - Sobre o Humanismo [1949].
ü1951 a fevereiro de 1957: Heidegger volta a ensinar como professor emérito.
üPublicações: O Caminho do Campo(1953); - Que significa pensar(1954), Cursos e Conferências(1954); Que é isto a Filosofia? (1956), Sobre a Questão do Ser(1956); Identidade e Diferença(1957), O Princípio do Fundamento(1957).
ü1961 à publicação - cursos sobre Nietzsche de 1936 a 1940.
ü Outras publicações importantes: Serenidade [1959], Pelos Caminhos da Linguagem[1959]; - Nietzsche[1961]; - A Pergunta pela coisa [1962]; A Tese de Kant sobre o Ser [1962]; A Questão do Pensar[1969]; 1970 – Heráclito.
 

Cronologia das obras completas - Caminhos, não obras.

 

Ligações externas

 

 

Voltar l

Listar Todas Voltar